contato

  • Facebook
  • Instagram
  • Youtube

me siga!

©2019 por Nathalia Rotsztejn Design

Buscar

Abordagem Spinning Babies® para reduzir intervenções de indução do parto

Atualizado: 9 de Nov de 2019

Depois de observar a indução e as intervenções comuns, os pesquisadores relataram suas descobertas no Birth, uma revista focada no cuidado de mulheres em idade fértil, bebês e famílias.


Tradução livre de:


https://spinningbabies.com/spinning-babies-approach-to-reduce-induction-interventions/


O artigo, denominado "Associations among cervical dilatation at admission, intrapartum care, and birth mode in low-risk, nulliparous women" (“Associações entre dilatação cervical na admissão, atendimento intraparto e modo de parto em mulheres nulíparas (mulher que nunca teve filhos) e de baixo risco”, constatou que as admissões prematuras de parto estavam relacionadas a uma maior probabilidade de terminar o parto por cesariana.


O autor do artigo, Lobst e sua equipe de pesquisa relataram que a maioria das mulheres nos Estados Unidos recebe múltiplas intervenções durante o período intraparto. O objetivo do estudo foi observar padrões entre a dilatação cervical na admissão e como o nascimento terminou em primeiros nascimentos de baixo risco que começaram a trabalhar espontaneamente.


A equipe acompanhou o uso de amniotomia (romper a bolsa d'água), anestesia peridural e aumento artificial de ocitocina e verificou o modo de nascimento - vaginal ou cesariana.


Dos 21.858 nascimentos, 92% tiveram uma intervenção intra-parto e 22,7% receberam as três intervenções. As mulheres que entraram no hospital com 0-3 cm tiveram duas vezes mais chances de receber a combinação de amniotomia-epidural-ocitocina e quase o mesmo se entrassem em 4-5 cm, em comparação com a admissão em 6-10 cm.


Outro estudo mostrou que as epidurais diminuíram o tempo que o bebê desce pela pelve. A probabilidade de parto cesáreo foi cinco vezes maior para mulheres admitidas de 0 a 3 cm e duas vezes maior quando admitida de 4 a 5 cm, em comparação a 6 a 10 cm.

Soluções Spinning Babies® para trabalho de parto ativo


Spinning Babies® é uma abordagem fisiológica do nascimento que usa o Equilíbrio, a Gravidade e o Movimento para criar espaço para o bebê entrar na pelve em trabalho de parto. Quando o trabalho de parto começa, o útero trabalha para ajudar o bebê a mergulhar na pelve. Contrações extraordinariamente fortes, erráticas ou irregulares indicam um desafio ao envolvimento da mãe. Além disso, contrações que não são tão fortes, mas permanecem pouco eficazes para dilatar o colo do útero também sinalizam falta do encaixamento do bebe. Ajudar o encaixamento ajuda o bebê a posicionar bem a cabeça no colo do útero para estimular a dilatação.


Em vez de romper as membranas, as técnicas de Spinning Babies sugerem uma estratégia de envolvimento fisiológico para incentivar o envolvimento e ajudar a regular a frequência e a força da contração.


Os exercícios Spinning Babies podem ajudar a abrir a parte superior da pelve para deixar o bebê encaixar.


Tornar a parte superior da pelve mais aberta também pode ajudar o bebê pélvico a girar. Participe de um workshop sobre Spinning Babies® para aprender as técnicas.


Em vez de forçar as contrações a serem mais rápidas ou mais fortes, ajude o bebê a se encaixar para encontrar facilidade, contrações menos dolorosas e progresso do trabalho de parto!


Eu e Gail no meu curso de formação:


8 visualizações